24 de maio de 2010

Os primeiros traumas a gente nunca esquece.

As duas coisas que mais ouço são: Você é uma figura, ou a clássica pergunta, por que você é assim? As colegas da faculdade brincavam que eu tinha caído do berço. Já para minha mãe os amigos perguntam: Como a senhora agüenta Moca? Resolvi esclarecer tudo.
O primeiro caso da minha vida aconteceu quando eu era apenas um indefeso bebê. Estava na minha primeira sessão de fotos externa.



Como podem ver eu sou o contrário do Michael Jackson, porque ele nasceu preto e ficou branco e eu nasci branca e fiquei preta, uma Barbie Preta. Au! Who’s bad?!
Neste belo dia, Mamy me colocou para tomar sol deitadinha numa almofada e se distraiu tirando foto do meu irmão, que é o oposto da Beyoncé, que nasceu de cabelo preto e agora é loira.



Se observarem a foto irão ver o momento em que fiz um movimento brusco, achando que estava no meu berço King Size, rolei e cai de cara no canteiro, engolindo uma quantidade absurda de terra. Tá, essa parte da terra é mentira, só queria dar mais emoção. Mas acho que é por isso que não gosto de plantas.
Passado alguns meses tive meu primeiro aniversário, uma festa de arromba, meses de preparação.



Qualquer um podia entrar, meu pai sempre gostou muito disso, chamar as pessoas passantes na rua para entrar em nossas festas, o que no caso deste aniversário resultou no roubo de todos os meus presentes. Deve ser por isso que é tão difícil me dar presentes sem uma dica, eu nunca sei o que quero, na verdade eu sei, eu quero estes presentes da foto de volta.




Meu pai era meio bicho-grilo, acreditava na igualdade social e no movimento hippie, radical, tipo pentear cabelo e vestir roupas legais era coisa de burguês. Pois bem, um belo sábado eu acordei e Mamy ainda estava dormindo, então Papy me deu algo para comer, me colocou no potente corcel azul e me levou para o sítio de um amigo sem avisar nada a ninguém e sem ao menos escolher um shortinho. Detalhe, não havia celular na época e demoramos a voltar para casa.



Mamy diz que foi por isso que eu fiquei doidinha, mas eu sei que não fiquei assim por causa do meu pai figuraça, mas sim porque minha mãe achava que eu e minha irmã, dois anos mais nova, éramos gêmeas. Se ao menos nos parecêssemos. Provavelmente é por isso que tento ser diferente.




Além disso, quando ela foi escolhida festeira na Zona Rural onde meu avô nasceu, advinha quem ela escolheu para desfilar na procissão, no sol do meio-dia? Todas as crianças do vilarejo queriam participar, menos eu. Não teve jeito. Precisavam ver as crianças querendo se vestir de anjinhos. Será que é por isso que não tenho religião definida?




Voltando a falar do meu pai, além de Bicho-grilo, ele é muito pirracento e eu sempre fui seca, juntando uma coisa à outra, tive esta traumatizante surpresa no meu aniversário de 10 anos. Favor notar o bolo e imaginar a gozação que foi esta noite.



Meu último e pior trauma foi a minha festa de 15 anos, não quero falar muito sobre ela e acho que a foto diz tudo. Se não entenderem o porquê da minha cara fechada, basta olhar para meus pés.



Ah! Isso aconteceu dias antes da festa, num jogo de futebol, por isso não teve como cancelar o evento. Entendem porque não divido bola com Kaykay Avatar?!

Espero que agora entendam porque sou assim tão perturbada e feliz, afinal nada melhor para vida do que ter uma família louca, além disso, depois de todos estes traumas somados a minha experiência no Jardim de infância, tomei a certissima decisão de que nada poderá abalar meu bom humor ou me deixar triste por mais de 24 horas. Viva o tempo!

10 comentários:

  1. Adorei sua história, não sabia que voce era tão hilária! bjos Lili

    ResponderExcluir
  2. amigaaaaa
    vc era branca mesmo!
    eu heim??!!
    te amo! seu blog boooomba!

    PS- só postei esse comentário pq vc disse que era importante, afinal sou canceriana e não tenho a mínima paciência. já vou tchau!

    Mari Maltez

    ResponderExcluir
  3. DANI UNIDOS DA TIJUCA25 de maio de 2010 22:39

    KKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKK SEREI MT MAIS COMPREENSIVA AGORA MOQUITA.

    ResponderExcluir
  4. rs.......incrivel como entro de mau humor e apos a lida diária do seu blog saio feliz!!!!

    ResponderExcluir
  5. Cortou os cambitos hein... senão ninguém ia focar no texto!!!
    hsuishuishsushushshs
    Sobre a dos 15 anos... não sei quem foi a culpada Glauciane ou eu... já que vc teve que entrar machucada pra substituir a jogadora do Tabajara FC, vulgo eu!
    hsuihishsuish

    Aneinha (essa eu nem pracisava identificar)

    ResponderExcluir
  6. Moka...se não fosse não seria você...parece que eu li ouvindo você contar pessoalmente de tão real...kkkkkk te adoro maluca!

    ResponderExcluir
  7. kkkkkkkkkkkkkkkkkkk.....no comments...the best....bjs

    ResponderExcluir
  8. Moquita! Eu tb tive um aniversário com essa decoração dos pintinhos amarelinhos (lá ele lá). rsrs.

    ResponderExcluir
  9. To me mijando de rir! Olivia palito e o gessão pós baba nos 15 anos foram demais!!

    ResponderExcluir
  10. Moca, eu divirto muito lendo seu blog, a da olívia palito, então, não consigo parar de rir!!!!!

    ResponderExcluir